jogos 8 min

Capa do Álbum: jogos 8 min
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
jogos 8 min
Ícone seta para a esquerdaVeja todas as Notícias.

Na Cisjordânia, Blinken pressiona por solução de dois Estados

Placeholder - loading - 31/01/2023 Ronaldo Schemidt/Pool via REUTERS
31/01/2023 Ronaldo Schemidt/Pool via REUTERS

Publicada em  

Por Simon Lewis

RAMALLAH, Cisjordânia (Reuters) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, partiu de Israel para a Cisjordânia palestina nesta terça-feira, apelando pelo fim da violência e reafirmando o apoio de Washington a uma solução de dois Estados para o conflito que dura décadas.

Blinken pediu calma de ambos os lados após o assassinato de pessoas na semana passada por um atirador palestino do lado de fora de uma sinagoga em Jerusalém, com a raiva entre palestinos por conta das ações das forças israelenses e colonos na Cisjordânia ocupada.

'Essa é a única maneira de criarmos condições nas quais a sensação de segurança das pessoas comece a melhorar', disse ele em entrevista coletiva em Jerusalém.

Blinken levou essa mensagem para uma reunião com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, em Ramallah, alertando todas as partes contra qualquer ação que pudesse ameaçar uma solução de dois Estados, com um Estado palestino independente ao lado de Israel.

“Deixamos claro que isso inclui coisas como expansão de assentamentos, legalização de postos avançados, demolições e despejos, perturbações no status histórico dos locais sagrados e, claro, incitação e aquiescência à violência”.

Ele disse ter ouvido 'profundas preocupações' sobre a trajetória atual em Israel e na Cisjordânia, mas também ideias construtivas e pediu que funcionários seniores do departamento permanecessem na região para continuar conversando.

Um alto funcionário do Departamento de Estado disse que os funcionários que ficariam seriam Barbara Leaf, a principal funcionária do departamento para o Oriente Médio, e Hady Amr, representante especial dos EUA para assuntos palestinos.

A primeira visita de Blinken desde que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu voltou ao poder neste mês, à frente de um dos governos mais à direita da história de Israel, ocorre em um momento de extrema tensão entre os dois lados.

O secretário de Estado disse que os palestinos estão enfrentando um 'horizonte de esperança cada vez menor' que precisa mudar.

Em meio à crescente raiva por ataques quase diários das forças israelenses na Cisjordânia, a Autoridade Palestina de Abbas suspendeu seu acordo de cooperação de segurança com Israel na semana passada, após a maior incursão no território em anos.

A operação viu as forças israelenses penetrarem profundamente em um campo de refugiados na cidade de Jenin, no norte, iniciando um tiroteio que levou à morte de 10 palestinos.

'O governo israelense é responsável pelo que está acontecendo hoje, por causa de suas práticas que minam a solução de dois Estados e violam os acordos assinados', disse Abbas após sua reunião com Blinken.

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

  1. Home
  2. noticias
  3. na cisjordania blinken …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.

jogos 8 min Mapa do site