50 reais galera bet

Capa do Álbum: 50 reais galera bet
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
50 reais galera bet
Ícone seta para a esquerdaVeja todas as Notícias.

Senado dos EUA derrota acordo sobre fronteira, mas auxílio a Ucrânia e Israel pode sobreviver

Placeholder - loading - Líder da maioria no Senado dos EUA, senador democrata Chuck Schumer 06/02/2024 REUTERS/Amanda Andrade-Rhoades
Líder da maioria no Senado dos EUA, senador democrata Chuck Schumer 06/02/2024 REUTERS/Amanda Andrade-Rhoades

Publicada em  

Por Patricia Zengerle e Makini Brice e Richard Cowan

WASHINGTON (Reuters) - Por Patricia Zengerle, Makini Brice e Richard Cowan

WASHINGTON, Feb 7 (Reuters) - Republicanos no Senado dos EUA derrotaram nesta quarta-feira uma tentativa bipartidária de reforçar a segurança na fronteira que demorou meses para ser negociada, mas afirmaram que ainda podem fornecer o auxílio a Ucrânia e Israel que havia sido vinculado ao acordo.

Com uma votação de 49 a 50, majoritariamente de acordo com as linhas partidárias, o Senado não aprovou o pacote bipartidário de 118 bilhões de dólares que reforçaria leis de imigração, ajudaria a Ucrânia a combater a invasão russa e apoiaria Israel em sua guerra contra o Hamas.

A medida precisava de 60 votos para avançar na câmara, que os democratas controlam por uma margem de 51 a 49.

Durante meses, republicanos insistiram que qualquer auxílio adicional aos dois aliados dos EUA também precisaria tratar do alto número de imigrantes chegando pela fronteira de EUA e México -- uma das principais preocupações dos eleitores.

Mas muitos republicanos prontamente rejeitaram o pacote quando ele foi divulgado no último domingo, apesar de ele conter muitas das suas prioridades. O ex-presidente Donald Trump os pressionou a rejeitar qualquer concessão, enquanto faz campanha para derrotar o presidente democrata Joe Biden na eleição de novembro.

Apenas quatro dos 49 republicanos votaram pelo projeto de lei.

“Alguns foram muito claros comigo que tinham diferenças políticas com o projeto”, disse o senador republicano, James Lankford, um dos negociadores.

“Eles disseram que é a hora errada de resolver o problema, deixem a eleição presidencial resolver o problema.”

A senadora independente Kyrsten Sinema, outra das autoras do acordo, disse estar perplexa com a súbita mudança de posições.

'Há três semanas, todo mundo queria resolver a crise da fronteira', disse. 'Ontem, ninguém queria.'

Ainda assim, a derrota do projeto de lei deixou em aberto a possibilidade de o Congresso ainda fornecer a tão necessária ajuda aos aliados dos EUA. Esperava-se que o Senado votasse no final do dia um pacote de 96 bilhões de dólares que elimina as disposições relativas à imigração mas deixa a ajuda externa intacta.

Um assessor do senador republicano Roger Wicker previu que um pacote de ajuda externa obteria bem mais do que os 60 votos necessários entre os 100 senadores -- uma rara demonstração de apoio interpartidário.

Mas mesmo que passe, essa ajuda enfrenta perspectivas incertas na Câmara dos Deputados, uma vez que os republicanos que controlam a Casa têm-se recusado a dar mais apoio à Ucrânia.

(Reportagem de Richard Cowan, Patricia Zengerle e Makini Brice e Andy Sullivan; reportagem adicional de David Morgan)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

  1. Home
  2. noticias
  3. senado dos eua derrota acordo …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.

50 reais galera bet Mapa do site